Histórico

Era uma vez uma vila chamada Gurupi, há muitos anos atrás só existia mata.

Quando em 62, um certo homem chamado Miguel de Paiva, natural do estado do Pará, chegando neste lugarzinho achou muito bonito e morava poucas famílias, onde as casas eram de taipa e palha, nesta vila passa um rio onde as pessoas sobreviviam da pesca e da caça, com o passar dos anos esta vila foi se desenvolvendo e aumentando o número de pessoas que eram compostas de brancos, negros e índios, e surgindo também as miscigenações como caboclo, cafuso e o mulato etc…

Esse povo não tinha religião, mas em 1962, com a chegada do 1º Padre Luciano que celebrou a 1º missa debaixo de uma mangueira, ao mesmos construíram a Igreja Matriz e a casa paroquial, colocaram aula de marcenaria, pintura, pedreiro e escola de datilografia, mais não foi possível continuar por falta de interesse por parte do povo e passando-se alguns anos colocaram o posto dos correios.

Gentílico: boa-vistense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Boa Vista do Gurupi, pela lei estadual nº 6182, de 10-11-1994, desmembrado de Carutapera e Luis Domingues. Sede no atual distrito de Boa Vista do Gurupi ex-povoado de Boa Vista do município de Carutapera. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Em divisão territorial datada de 15-07-1997, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

 

Fonte:IBGE