Histórico

Em 1959, em decorrência da construção da rodovia Belém-Brasília, foi criado um pequeno povoado às margens do Rio Itinga, rio este qeu mais tarde daria nome ao povoado, fato ocorrido durante o governo de Jucelino Kubscheck de Oliveira. Teve como primeiros moradores, Manoel Pereira de Carvalho (Manoel Ventinha), Manoel da Silva (Manoel Baixinho) e Manoel Barros (Manoel Tratorista).

Outro motivo que estimulou a sua Criação foi a implantação do Posto Fiscal, na fronteira. Nesta época, chegou a família do Sr. João Barbosa Botelho, cuja esposa, Luíza Botelho da Costa, foi a primeira professora na localidade, na Escola Catulo da Paixão Cearense.

Com vistas ao crescimento da localidade, instalou-se a Igreja Católica, tendo como primeiro padre o Frei Noé. Em seguida, seu primeiro Hospital, Cristo Rei, tendo como médico o Dr. José dos Santos.

O povoado foi elevado a cidade pela Lei Nº 6.147, de 10 de novembro de 1994, desmembrado do município de Açailândia.

O município de Itinga limita-se ao Norte com Estado do Pará; a Leste com o município de Açailândia; a Oeste com o município de Açailândia e ao Sul com o município de Açailândia.

Gentílico: itinguense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrtito com a denominação de Itinga do Maranhão, pela lei etadual nº 6147, de 10-11-1994, desmembrado de Açailândia. Sede no atual distrito de Itinga do Maranhão ex-povoado de Itinga. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

 

Fonte:IBGE