Histórico

Antiga pousada de boiadeiros, comerciantes e colonizadores que, vindos da região do Gurguéia, no Piauí, demandavam Aldeias Altas (hoje Caxias) e Pastos Bons, a atual sede do município de Matões surgiu no início do século passado, sendo elevada à categoria de vila em 1835, com o nome de São José dos Matões. Com a transferência da capital piauiense de Oeiras para Teresina, o que provocou o deslocamento do eixo comercial em que estava situada, Matões entrou em decadência, voltando à condição de povoado em 1855.

Em 1863, recuperou sua condição anterior, perdendo-a novamente, logo em seguida, para a nascente vila de São José do Parnaíba, hoje Timon. Em 1870, mais uma vez, reconquistou a condição de vila.Passou à categoria de município em 1940, mas ,em 194, teve a denominação de São José dos Matões mudada para a de Parnarama, passando a ser a sede do município, então criado com esse nome. Em 1949, com a construção da cidade de Parnarama, às margens do Parnaíba, desceu à condição de distrito. Finalmente, a 30 de dezembro de 1952, através da Lei Nº 849, tornou-se município pela segunda vez, com o nome de Matões.

Gentílico: norte-matõense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Matões do Norte, pela lei estadual nº 6138, de 10-11-1994, desmembrado de Cantanhede e São Mateus do Maranhão. Sede no atual distrito de Matões do Norte ex-povoado de Matões do município de Cantanhede. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1997.

Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

 

Fonte:IBGE