Histórico

Em 1625, o jesuíta Luís Figueira já possuía a légua de terra que lhe fora doada, no sítio Anindiba.

Em virtude da Carta Régia de 11 de junho de 1761, o Governador Joaquim de Melo e Póvoas deslocou-se para aquela povoações, elevando-a à categoria de vila, com o nome de Paço do Lumiar, em razão de sua semelhança com localidade do mesmo nome existente em Portugal. Para promover o desenvolvimento da Vila, mandou para o núcleo famílias indígenas e numerosos homens brancos que viviam nas proximidades.

Gentílico: luminense

Formação Administrativa:

Distrito criado com a denominação de Paço Lumiar, pela Resolução Régia de 18-06-1757.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Paço do Lumiar, pela Carta Régia nº 7, de 29-04-1835.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Pelo decreto estadual nº 47, de 27-02-1931, o município é extinto, sendo seu território anexado ao município de Capital Estadual (São Luís).

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Paço de Lumiar figura com o distrito do município de São Luís.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 159, de 06-12-1938, o distrito foi extinto, sendo seu território anexado ao distito de São José de Ribamar, do mesmo município de São Luís.

Pelo decreto-lei estadual nº 820, de 30-12-1943, o município de São José do Ribamar passou a denominar-se simplesmente Ribamar. Sob o mesmo decreto é elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, Paço de Lumiar é uma localidade do município de Ribamar ex-São José do Ribamar.

Elevado à categoria de município com a denominação de Paço de Lumiar, pela lei estadual nº 1890, de 07-12-1959, desmembrado de Ribamar. Sede no atual distrito de Paço de Lumiar ex-Vila do Paço. Constituído do distrito sede. Instalado em 14-01-1961.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

 

Fonte:IBGE