Histórico

O início do povoamento se deu com a chegada dos lavradores, Raimundo da Silva e Francisco Eloi, que ali se estabeleceram, na convicção de que o lugar era promissor, com a riqueza da sua fauna, facilidade de água e terra propícia à lavoura. Seu primeiro nome foi Bacabinha, devido à existência de grande área ocupada por uma espécie de palmeira, denominada de ‘bacaba’.

Foi elevado à categoria de município, pela lei nº 2949, de 10 de dezembro de 1968, sendo desmembrado de Lago da Pedra.

O nome dado posteriormente foi em homenagem ao bacharel em direito, Paulo Martins de Sousa Ramos, nascido na cidade de caxias e que exerceu os cargos Sub-diretor do Tesouro Nacional, Governador e Interventor Federal no Maranhão.

Gentílico: paulo-ramense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bacabinha, pela lei estadual nº 2949, de 10-12-1968, desmembrado de Lago de Pedra. Sede no atual distrito de Bacabinha ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 20-01-1970.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído do distrito sede.

Pela lei estadual nº 3174, de 30-09-1971, o município de Bacabinha passou a denominar-se Paulo Ramos. Sob a mesma lei são criados os distritos de Jejuí, Juçaral do Bonfim, Pedro Loureço, Porto do Caitetu e São Bento ambos anexados ao município de Paulo Ramos.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 6 distritos: Paulo Ramos, Jejuí, Juçaral do Bonfim, Pedro Lourenço, Porto do Caitetu e São Bento.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município aparece constituído do distrito sede. Não figurando os distritos da divisão de 1-I-1979, Por não ter sido instalado.

Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica municipal

Bacabinha para Paulo Ramos alterado, pela lei estadual nº 3174, de 30-09-1971.

 

 

Fonte:IBGE