Histórico

A palavra pirapemas é de origem indígena e significa ‘peixe fluvial’.

Antigo aldeamento de índios, seu primeiro nome foi mesmo aldeia.

Mais tarde, com a colonização, tornou-se fazendas e sítios onde predominavam culturas agrícolas de arroz, mandioca e algodão e Criação de gado.

A fixação do primeiro núcleo humano no local onde é hoje a cidade, só se efetuou muitos anos depois, com a construção da Estrada de Ferro ‘São Luís-Teresina, dando origem, assim, às primeiras edificações de moradores permanentes, ainda que em estilo precário.

Edificada a estação e inaugurada a mencionada ferrovia, surgiu a primeira rua ou avenida (beira-linha) e, depois, outras ruas, praças e travessas, até transforma-se, sucessivamente, em arraial, povoado, vila e, atualmente, cidade.

Presentemente Pirapemas muito se tem desenvolvido, apresentando numerosas casas cobertas de telhas, sendo, porém a maioria de palhas.

Possui uma linda capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição – padroeira da cidade, agência Postal, ótimo Mercado Público,1 Escola Agrupada na sede e diversas Escolas Singulares do Ensino Primário.

A povoação original, em forma de sítio, ou fazenda, era na margem direita, no lugar ainda hoje denominado Pirapemas-Velha, de onde se transportaram os seus habitantes para a margem oposta onde fina situada a cidade – margem esquerda do rio Itapecuru – influenciados pela proximidade da estrada de ferro.

O território de Pirapemas pertenceu, outrota, ao município de Itapecuru-Mirim, passando, em seguida, à jurisdição de Coroatá, do qual fora desmembrado.

Criado pela lei estadual nº 821, de 11 de dezembro de 1952, foi instalado em 1º de janeiro de 1953.

Gentílico: pirapemense

Formação administrativa

Distrito criado com a denominação de Pirapemas, pela lei estadual nº 269, de 3112-1948; subordinado ao município de Coroatá.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Pirapemas permanece no município de Coroatá.

Elevado à categoria de município com a denominação de Pirapemas, pela lei estadual nº 821, de 11-12-1952, desmembrado de Coroatá. Sede no distrito de Pirapemas. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1953.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

 

Fonte:IBGE