Santo Antônio dos Lopes

Emanuel Lima De Oliveira
  • Prefeito: Emanuel Lima De Oliveira

  • Aniversário Prefeito: 23/03

        Em 1922, os lavradores piauienses, Antônio Pereira Lopes e Antônio Mariano Lopes, residentes no povoado Livramento, partiram em busca de uma área em que pudessem desenvolver melhor a agricultura, encontrando na região em que hoje está situado o município, terra que lhes pareceu fértil e rica, anteriormente visitadas.

        Satisfeitos com o evento, retornaram ao ponto de partida e, em pouco tempo, mudaram-se para nova terra,  onde se fixaram.

        Aos poucos, outros habitantes foram chegando, atraídos pela notícia de boa qualidade do solo para a lavoura. Surgiram algumas casas de comércio, indústrias de aguardente de cana e de farinha mandioca. A esse tempo, o religioso Galdino Ribeiro construía a primeira capela e, em 1926, foi realizada a festa em louvor a Nossa Senhora da Conceição.

        Antônio Pereira Lopes, devoto do Santo do qual tinha o nome, deu ao povoado a denominação de Santo Antônio dos Lopes, em homenagem, também, à sua família que desbravara a região.

          A área integrante do atual município foi desmembrada de Pedreiras.

Gentílico: santo-antoense

Formação Administrativa

          Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Santo Antônio dos Lopes, pela lei estadual nº 2179, de 30-12-1961, desmembrado de Pedreiras. Sede no atual distrito de Santo Antônio dos Lopes ex-povoado. Constituído de 4 distritos: Santo Antônio dos Lopes, Bom Jardim, Lagoa Nova criados pela mesma lei do município e Olhod`Água (ex-Olho d`Água Grande). Desmembrado do município de Pedreiras. Instalado em 16-01-1962.

          Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 4distritos: Santo Antônio dos Lopes, Bom Jardim, Lagoa Nova e Olho d`Água.

          Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município aparece constituído do distrito sede.

          Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

Fonte:IBGE

MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DOS LOPES

LEI n° 2.179 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1961.

Faço saber a todos os seus habitantes que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

Art.1° - É criado o Município de Santo Antônio dos Lopes, desmembrado unicamente do Município de Pedreiras, de acordo com os limites fixados na presente Lei.

Art.2° - O Município de Santo Antônio dos Lopes fica subordinado à Comarca de Pedreiras.

Art.3º - É elevado à categoria de cidade e convertida em sede de Município o atual distrito de “Santo Antônio dos Lopes”.

Art.4º - O Município é constituído dos atuais Distritos de Santo Antônio dos Lopes, Bom Jardim, Lagoa Nova e Olho D’Água.

Art. 5º - São os seguintes os limites do município de Santo Antônio dos Lopes:

Começa no povoado Santa Rosa; já desmembrado para constituição do Município de Lima Campos, daí segue pela estrada de rodagem BR-21, até alcançar o povoado de Lagoa Nova inclusive; daí parte por um alinhamento reto até alcançar o povoado de Alívio, envolvendo-o, seguinte até cruzar a estrada carroçável Pedreiras - Maranópolis; desse ponto segue acompanhando a referida estrada incluindo todo seu lado esquerdo até atingir o povoado São Raimundo; partindo desse ponto por alinhamento reto até encontrar o Povoado Santa Edwirges; continuando por uma reta em direção ao Povoado Santa Maria dos Moraes, excluindo-o; seguindo pelos limites do Município de “Lima Campos” até alcançar o Povoado Santa Rosa, à margem de estrada de rodagem BR-21, ponto de partida.

Art.6º - Ficam respeitados os limites intermunicipais de acordo com as leis em vigor.

Art.7º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Mando, portanto, a todas as autoridades a quem o conhecimento e a execução da presente Lei pertencerem que a cumpram e a façam cumprir tão inteiramente como nela se contém. O Secretário de Interior Justiça e Segurança a faça publicar, imprimir e correr.

Rio de Janeiro, em 30 de Dezembro de 1961, 140° de Independência e 73° da República.

Newton De Barros Bello

José Ramalho Burnett da Silva

 

Este texto não substitui o original publicado em imprensa oficial.


FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados