Primeira Cruz

George Luiz Santos
  • Prefeito: George Luiz Santos

  • Aniversário Prefeito: 18/10

        Embora os holandeses tenham aportado em 1614, no local onde hoje se localiza a cidade, tendo colocado uma grande cruz no lugar, só no fim do século passado, o território começou a ser desbravado.

        Os primeiros povoadores vieram de municípios vizinhos, para ali desenvolver a pesca e agricultura rudimentar, plantado com mais intensidade a mandioca, já que a terra era propicia para essa cultura.

        O único meio de comunicação com outros centros era por via marítima, razão pela qual o movimento portuário ajudou na formação do lugar. Mais tarde, outros moradores foram chegando e, dentre eles, o Sr. Domingos José Carneiro, que muito ajudou o crescimento do lugar, tendo desenvolvido o ramo comercial, além de se transformar no líder da família Carneiro, tradicional na política da região e, posteriormente, na do Estado.

        Pelo decreto lei estadual nº 159, de 6 de dezembro de 1938, foi elevado à categoria de vila. Em 28 de julho de 1947, por Ato das Disposições Constitucionais Transitórias do Estado, foi criado o município de Primeira Cruz, desmembrado de Humberto de Campos.

Gentílico: primeira-cruzense

Formação Administrativa

        Distrito criado com a denominação de Primeira Cruz, pelo decreto-lei estadual nº 159, de 0612-1938, subordinado ao município de Humberto de Campos.

        No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Primeira Cruz, permanece no município de Humberto de Campos.

        Elevado à categoria de município com a denominação de Primeira Cruz por ato das disposições transitórias deste Estado, promulgada a 28-07-1947, desmembrado de Humberto de Campos. Constituído do distrito sede. Sede no antigo distrito de Primeira Cruz. Não temos a data de instalação.

        Pela lei estadual nº 269, de 31-12-1948, é criado o distrito de Santo Amaro e anexado ao município de Primeira Cruz.

        Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Primeira Cruz e Santo Amaro.

        Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

        Pela lei estadual nº 6127de 10-11-1994, desmembra do município de Primeira Cruz o distrito de Santo Amaro do Maranhão. Elevado à categoria de município.

        Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituído do distrito sede.

        Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

 

Fonte:IBGE

MUNICÍPIO DE PRIMEIRA CRUZ

LEI nº 269 de 31 de dezembro de 1948,Cria o Município de PRIMEIRA CRUZ e da outras providências

LIMITES MUNICIPAIS:

1 – Com o Município de HUMBERTO DE CAMPOS:

Começa no lugar do marco, à margem direita do rio Periá, na interseção deste rio pela linha reta determinada pela cabeceira do rio São José e a localidade Jaboti, à margem esquerda do rio Cocal; segue por um alinhamento reto à cabeceira mais alta do rio Ribeira; daí, pelo talvegue deste rio à jusante, até a sua foz, à margem direita do rio Periá; segue pelo curso deste rio, à jusante, incluindo a Ilha do Mangue Alto para Primeira Cruz, e prossegue até a foz desse rio; daí à barra dos Veados e continua em direção norte até alcançar o limite das águas territoriais.

2 – Com o OCEANO ATLÂNTICO:

Começa no limite das águas territoriais, defronte e ao norte da barra dos Veados; segue por esse limite até defrontar a barra do rio Negro.

3 – Com o Município de BARREIRINAS:

Começa no limite das águas territoriais brasileiras, defronte à foz do rio Negro, no Oceano atlântico; segue daí à foz desse rio e pelo seu talvegue mais antigo, à montante, atravessa a Lagoa Grande ou esperança e continua até sua cabeceira mais alta, daí alcança em reta a estrada do Maricão e segue por essa estrada até atingir a margem esquerda do rio Cocal, afluente da margem esquerda do rio Preguiças; segue pelo rio Cocal à montante, até a localidade Jaboti, à sua margem esquerda.

4 – Com o Município URBANO SANTOS:

Começa no lugar do marco, na localidade Jaboti, à margem esquerda do rio Cocal; daí segue por um alinhamento determinado pela referida localidade e a cabeceira mais alta do rio São José, até sua interseção com o rio Periá.

DIVISAS INTERDISTRITAIS:

1 – Entre os distritos de PRIMEIRA CRUZ e o povoado de SANTO AMARO:

Começa no limite das águas territoriais, defronte e ao norte do ponto terminal da geodésica sul-norte que parte da volta mais setentrional do rio Alegre; segue ao sul ao referido ponto em que termina a geodésica pela qual continua até o lugar do marco, à margem direita do rio Alegre, na volta mais setentrional deste rio; segue pelo curso do rio Alegre, à montante, até sua cabeceira mais alta, e daí por um alinhamento reto, à estrada do Maricão, defronte a cabeceira do rio Negro.

 

Este texto não substitui o original publicado em imprensa oficial.


FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados