Santa Quitéria do Maranhão

Norberto Moreira Rocha
  • Prefeito: Norberto Moreira Rocha

  • Aniversário Prefeito: 27/07

A POVOAÇÃO começou com a penetração de colonos procedentes dos vizinhos municípios de São Bernardo e Brejo, que estava à procura de terras para a lavoura, em 1700.

        Por iniciativa dos irmãos Marcelino e Alexandre Francisco Rodrigues, foi construído, em 1886, o primeiro armazém para exportação de produtos de suas fazendas, surgindo o porto, para onde aflui numerosa população. Como Brejo e São Bernardo disputavam a cobrança dos impostos ela ficou dividida, igualmente, entre os dois municípios.

        Em 1912, o Governo criou o município e o Termo Santa Quitéria, pela lei nº 622, de 16 abril. Suprimido pelo decreto estadual nº 235, de 7 de janeiro de 1932, foi anexado ao município de São Bernardo e, posteriormente, ao de Brejo.

        Com muito esforço, os habitantes conseguira fosse restaurada a emancipação, através do decreto-lei nº 875, de 15 de julho de 1935, sendo que, em 1938, a sede municipal foi elevada à categoria de Cidade do decreto-lei nº 820, de 30 de dezembro de 1943, o topônimo foi alterado para Bucuri. Posteriormente, pela lei nº 202, de 17 de dezembro de 1948, o município voltou a denominar-se Santa Quitéria do Maranhão.

Gentílico:  quiteriense

Formação Administrativa

        Distrito criado com a denominação de Santa Quitéria, pela lei municipal nº 30, de 26-09-1910, subordinado ao município de São Bernardo do Paraíba.

        Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de Santa Quitéria, figura no município de São Bernardo do Parnaíba.

        Elevado à categoria de vila com a denominação de Santa Quitéria, pela lei estadual nº 622, de 16-04-1912, desmenbrado de São Bernardo do Parnaíba. Sede no atual distrito de Santa Quitéria. Constituído do distrito sede. Não temos datada de instalação.

        Pelo decreto estadual nº 75, de 22-04-1931, o município de Santa Quitéria adquiriu o extinto município de São Bernardo ex-São Bernardo do Parnaíba.

        Pelo decreto estadual nº 235, de 07-01-1932, é extinto o município de Santa Quitéria. Sob o mesmo decreto é recriado o município de São Bernardo, sendo anexado o distrito de Santa Quitéria ao município de São Bernardo.

        Pelo decreto estadual nº 539, de 16-12-1933, é extinto o município de São Bernardo, sendo seu território anexado ao município de Brejo.

        Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, Santa Quitéria, figura no município de Brejo.

        Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Santa Quitéria, pelo decreto estadual nº 875, de 15-07-1935, desmembrado de Brejo.

        Em divisão territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído do distrito sede.

        Pelo decreto-lei estadual nº 820, de 30-12-1943, o município de Santa Quitéria passou a denominar-se Bacuri.

        No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município já denominado Bacuri é constituído do distrito sede.

        Pela lei estadual nº 269, de 31-12-1948, o município de Bacuri voltou a denominar-se Santa Quitéria do Maranhão.

        Em divisão territorial datada de 15-VII-1960, o município já denominado Santa Quitéria do Maranhão é constituído do distrito sede.

        Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas municipais

Santa Quitéria para Bacuri alterado, pelo decreto-lei estadual nº 820, de 30-12-1943. Bacuri para Santa Quitéria do Maranhão alterado, pela lei estadual nº 269, de 31-12-1943.

 

Fonte:IBGE

MUNICÍPIO DE SANTA QUITÉRIA DO MARANHÃO

LEI nº 269 DE 31 DE DEZEMBRO DE 1948.

LIMITES MUNICIPAIS

1 – Com o Município de BARREIRINHAS:

Começa no lugar do marco, defronte ao local Jaboti à margem esquerda do rio Cocal; segue por um alinhamento reto, com a direção leste, até o lugar do marco, margem direita do Rio Preguiças.

2 – Com o Município de SÃO BERNARDO:

Começa no lugar do marco, à margem direita do Rio Preguiças, ponto terminal do alinhamento reto oeste-leste que parte do lugar jaboti, à margem esquerda do rio Cocal; segue por um alinhamento reto ao lugar do Pau d’Água.

3 – Com o ESTADO DO PIAUI:

Começa no lugar do marco, à margem esquerda do Parnaíba, na ponte do lugar Pau d’Água; segue pelo talvegue deste rio à montante, até a foz do Igarapé Milagres a sua margem esquerda.

4 – Com o Município de BREJO:

Começa na foz do Igarapé Milagres, à margem esquerda do Parnaíba; segue por esse Igarapé à montante, incluindo a localidade Olha dÁgua para Santa Quitéria do Maranhão; daí por uma reta ao lugar José Paulo que exclui para Brejo; por outra, reta ao lugar Lagoa Sêca que inclui para Santa Quitéria do Maranhão; pelo rio chamado Juçaral, à jusante, até a localidade Santa Helena, que inclui para Brejo, por outro alinhamento reto ao lugar Caraíbas, e por outra reta ao lugar Facão, e daí ao lugar do marco, à cabeceira mais alta do rio Surrão.

5 – Com o Município de URBANO SANTOS:

Começa na cabeceira mais alta do rio Surrão, afluente da margem esquerda do rio Mocambo; segue por um alinhamento reto ao lugar do marco, à margem direita do rio Cocal, defronte da localidade Jaboti, à sua margem esquerda.

DIVISAS INTERDISTRITAIS

O Município constitui um só distrito.

 

Este texto não substitui o original publicado em imprensa oficial.


FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados