Imperatriz – O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) foi inaugurado em Imperatriz e entrará em operação ainda neste semestre, com seis ambulâncias (quatro delas doadas pelo Ministério da Saúde) e uma central de regulação médica. Quando for integrado à rede nacional Samu/192, receberá ajuda mensal equivalente a 50% do custeio, no valor de R$ 84 mil.

Agora, dois municípios do estado, São Luís e Imperatriz, contam com um serviço de socorro de urgência que organiza o atendimento público e é essencial para a saúde da população. Nos próximos meses, os dois municípios contarão com novos equipamentos para a central de regulação e para as ambulâncias de suporte avançado, consolidando a Política Nacional de Atenção às Urgências no Sistema Único de Saúde (SUS).

O Samu/192 é o principal componente da Política Nacional de Atenção às Urgências. Tem como finalidade reduzir o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as seqüelas decorrentes da falta de socorro precoce. O Samu/192 atende às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e psiquiátrica da população.

INVESTIMENTO

Neste ano, o Governo Federal está investindo R$ 297 milhões na criação do Samu/192 no país. Estão sendo adquiridas 1.480 ambulâncias para atender cerca de 118 milhões de pessoas em 1.700 municípios. Os recursos também garantirão a implantação de Centrais de Regulação Médica de Urgência, que atendem os pedidos de socorro. Os profissionais do Samu/192 serão capacitados com a criação de Núcleos de Educação em Urgência.

Para custeio do Samu/192, o Ministério da Saúde vai financiar R$ 180 milhões por ano, recursos que eqüivalem a 50% do custeio do serviço no país. Os serviços de atendimento pré-hospitalar móvel são aqueles que chegam rapidamente às pessoas, em qualquer lugar que se encontrem, após um acidente ou qualquer agravo à saúde que possa levar ao sofrimento ou até mesmo à morte.

Para tanto, contam com equipes de suporte básico (auxiliares e técnicos de enfermagem), capacitadas para atendimento das urgências com risco moderado de vida e equipes de suporte avançado (médicos e enfermeiros) para atendimento das urgências graves, que necessitam de intervenção mais complexa.

Para acionar o Samu, basta um telefonema gratuito para o número 192. Os pedidos de socorro serão atendidos nas centrais de regulação que funcionam 24 horas por dia, sempre com a presença do médico regulador. Esse profissional avalia as necessidades de cada chamada e encaminha o atendimento, que pode ser uma simples orientação ou o envio de uma ambulância.