Notícia de Guimarães

125 Visualizações

Publicada em 05/12/2018 22:49:55

CRAS na Comunidade é destaque em oficina com técnicos dos governos federal e estadual


Na última semana, dias 29 e 30, foi realizada em São Luís uma oficina sobre o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família – PAIF, promovida pela Secretaria Nacional de Assistência Social, através do Departamento de Proteção Social Básica.

A oficina foi voltada para técnicos dos governos do Estado e dos municípios maranhenses, visando alinhamento conceitual e metodológico dos Cadernos de Orientações Técnicas sobre o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família, PAIF.

O Projeto CRAS na Comunidade, desenvolvido pela Prefeitura de Guimarães, através da Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Comunitário em parceria com outras secretarias, foi o projeto escolhido para servir de referência na oficina técnica, possibilitando um olhar regional sobre as especificidades que regem o trabalho social com famílias.

O projeto foi apresentado por Olivia Gonçalves, Assistente Social e Coordenadora do CRAS; Fernanda Cardoso, Assistente Social e Secretária Municipal e Monyque Araujo, Assistente Social e Técnica de referência do CRAS.

Na mesma semana, entre os dias 21 e 23 de novembro, técnicas da SASDECOM participaram de uma capacitação sobre a metodologia de trabalho com famílias quilombolas. O curso foi uma parceria entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) e a Escola de Governo do Maranhão (Egma), através do serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF).

De acordo com a secretária adjunta de Assistência Social da Sedes, Célia Salazar, a capacitação foi de suma importância para melhorar o atendimento às famílias quilombolas. “O grande objetivo dessa capacitação é qualificar as equipes dos municípios para trabalhar de forma diferenciada com as famílias quilombolas, respeitando aspectos como a religiosidade, a questão étnico-racial, uma série de elementos que são fundamentais na melhoria do atendimento, além de fortalecer a autoestima dessas comunidades.”, afirmou a secretária.

Uma das participantes do evento, a secretária municipal de Assistência Social do município de Guimarães, Fernanda Cardoso,  pontuou a importância das capacitações para a melhoria e efetivação do trabalho socioassistencial em seu município. 

“Nós temos a oportunidade através dessa capacitação de adquirir conhecimentos necessários para uma boa atuação na área e nos habilita melhor a contribuir com esse importante trabalho prestado às famílias quilombolas, refletindo na qualidade do atendimento prestado”, disse Fernanda.

Os treinamentos foram realizados de acordo com a Política Nacional de Educação Permanente do Suas, que visa ao desenvolvimento de perfis profissionais com habilidades que demandam diferentes níveis de formação para realizarem desde a identificação das vulnerabilidades sociais nos territórios até o trabalho social com as famílias, a organização, a mobilização popular, entre outros aspectos inerentes à área da Assistência social. Além de Fernanda Cardoso, paticiparam da formação Simone Cardoso, coordenadora de Igualdade Racial e Olivia Gonçalves, coordenadora do CRAS

Na semana passada, Ligiane Cantanhede, Assistente Social do CREAS e Monyque Araujo,  Assistente Social do CRAS, que fazem parte do corpo técnico da SASDECOM participaram de uma capacitação sobre o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCVF), com carga horária de 40h para orientadores sociais, coordenadores e técnicos de referência. A capacitação foi realizada pela Escola de Governo do Maranhão (EGMA), em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes).

O objetivo dessa capacitação foi contribuir para o fortalecimento do trabalho dos orientadores do SCVF e fornecer conhecimentos metodológicos e práticos para a execução dos SCVF nos municípios, além de promover a troca de experiência entre os participantes.

Com uma programação voltada para políticas de assistência social e as seguranças afiançadas, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, Convivência Familiar e Comunitária, Metodologia e Planejamento das Ações Socioeducativas, temas transversais e o SCFV, a capacitação teve exposição teórica, debate, dinâmicas de grupo e oficinas de trabalho.

 

125 Visualizações

Publicada em 05/12/2018 22:49:55

FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados