Notícia da Famem

258 Visualizações

Publicada em 07/06/2019 16:30:32

Famem promove curso sobre transparência da gestão pública


Com mais de 300 pessoas inscritas, entre prefeitos, secretários, procuradores, controladores municipais entre outros, a Escola de Gestão Municipal da Famem em parceria com o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, TCE-MA, promoveu nesta sexta-feira (7) o curso sobre “A transparência da gestão pública na visão do controle externo”. O prefeito João Igor, de São Bernardo, abriu o evento, ressaltando a importância de capacitação técnica para o bom funcionamento da gestão.


Com carga horária de 8 horas, o curso foi ministrado pelo controlador externo do TCE-MA, Jorge Lobo, que transferiu informações sobre as principais regras e normas para alimentação do Portal da Transparência, segundo as ferramentas e critérios da corte de contas Estadual. Durante o curso, Jorge Lobo instruiu os participantes sobre a análise dos portais feita pelas cortes.


“Na verdade, o Portal da Transparência hoje pode gerar alguns problemas, como a inviabilização de transferências aos municípios, principalmente se comunicada essa pendência ao Tribunal de Contas da União, TCU. Isso causa uma negatividade no CAUC. No âmbito do estado, acontece da mesma forma”, explica o diretor da EGM, Marcelo Freitas.


Para o diretor da Escola de Gestão Municipal, a capacitação promovida pela Famem vem suprir a necessidade de informações e orientação para os municípios, para evitar a reprovação dos portais pelo TCE-MA.


A Famem tem auxiliado muitos municípios, através do seu portal, alimentando automaticamente de informações sobre licitações, contratos, convênios e prestações de contas. Ficam para os municípios, as publicações da LOA , LDOA, PPA, execução orçamentária e relatórios resumidos da execução orçamentária e gestão fiscal. A ferramenta disponibilizada pela Federação aos municípios está integrada ao sistema do Tribunal de Contas do Estado. “Sabemos das dificuldades que os municípios têm em manter assessorias para estar alimentando regularmente os portais”, ressalta Marcelo Freitas.


Com a realização de curso abordando o assunto a Famem pretende sanar as principais dificuldades para então propor ao TCE-MA que faça uma Instrução Normativa, tratando ponto a ponto as informações que devem constar nos portais para que as prefeituras obtenham suas aprovações. “Precisamos que haja uma regulamentação. Até porque existem alguns questionamentos, como por exemplo, enquanto o relatório resumido de execução orçamentária é bimestral, a fiscalização ocorre mensalmente”, ressalta o diretor da EGM da Famem.

 

258 Visualizações

Publicada em 07/06/2019 16:30:32

FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados