Notícia do Maranhão

406 Visualizações

Publicada em 18/03/2021 14:44:02

Imperatriz adere ao consórcio para compra de vacinas contra Covid - 19


A Prefeitura de Imperatriz agora pode integrar o consórcio de municípios que pretendem comprar vacinas contra a Covid – 19. O projeto de Lei de iniciativa do chefe do executivo  municipal, prefeito Assis Ramos, foi aprovado pela Câmara de vereadores, nesta quarta-feira, 17. A medida prevê que a Prefeitura, junto com outras cidades, possa comprar insumos, medicamentos e equipamentos da área da saúde.

 

Participação de Imperatriz na Frente Nacional de Prefeitos, FNP, é uma das inúmeras formas que a cidade está buscando para enfrentar a crise sanitária pela qual passa. Além de ambulatórios e Hospital de Campanha, disponíveis para a população, a participação no FNP soma força junto a outras cidades do Brasil a fora.

 

O prefeito Assis Ramos está acompanhando o desenvolvimento dos casos, e ficou satisfeito com a aprovação do projeto que insere Imperatriz no consórcio de prefeitos, principalmente, para realizar a compra de vacinas assim que possível.

 

"Não podemos mais esperar, nossa gente está sucumbindo diante desse vírus, por isso tomamos a iniciativa de buscar essa alternativa para adquirirmos de forma direta essas vacinas. E o caminho mais fácil é aderirmos a esse Consórcio. Quanto mais rápido entrarmos na fila, melhor",    disse Assis Ramos.                                                          

                                                               

Para a Procuradora Geral de Imperatriz, Alessandra Belfort, a aprovação acontece em boa hora, e mostra que a cidade está empenhada na imunização da população, uma vez que os índices de contágio do novo coronavírus estão aumentando em todo país.

 

“E o município de Imperatriz, preocupado com a vacinação, aderiu ao consócio com a Frente Nacional dos Prefeitos, com o objetivo de adquirir vacinas. Mas, para que essa adesão fosse válida, era necessário uma autorização legislativa, que aconteceu com aprovação desse projeto de lei pela Câmara”, comenta a procuradora.

 

Para que as cidade façam parte do consórcio, elas precisam que as câmaras municipais autorizem, como ocorreu hoje em Imperatriz. Posteriormente, o prefeito envia o projeto de lei já aprovado para a entidade. O consórcio irá projetar o maior número de compra de vacinas possíveis, já aprovadas pela Anvisa.

 

A distribuição das vacinas também deve ser de forma proporcional, caso os recursos sejam federais, internacionais ou privados. Se o FNP fizer a compra com recursos próprios das cidades, cada uma recebe aquilo correspondente ao que investiu.  

 

Prefeitura de Imperatriz

 

406 Visualizações

Publicada em 18/03/2021 14:44:02

FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados