Notícia do Maranhão

183 Visualizações

Publicada em 06/07/2021 09:55:14

Prefeitura de São Luís amplia vacinação contra Influenza/H1N1 para toda a população


 

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), ampliou a campanha de vacinação contra H1N1/Influenza para toda a população acima dos seis meses de idade, seguindo orientação do Ministério da Saúde. A vacina está sendo ofertada em 62 postos espalhados por toda a capital, das 8h às 17h. Para vacinar é preciso levar documento com foto, além da carteira de vacinação. 

Em São Luís, a campanha de vacinação contra Influenza/H1N1 começou dia 12 de abril para os grupos prioritários. A partir desta segunda-feira (05), toda a população pode procurar um dos postos de imunização da Prefeitura para tomar a vacina, que protege contra três tipos do vírus Influenza: H1N1, H3N2 e influenza do tipo B Victoria. 

A Semus orienta, também, que, para quem faz parte dos públicos-alvos e já convocados para a vacinação e ainda não foi vacinado, pode procurar um posto de saúde do Município para receber se proteger contra a gripe. 

“A Prefeitura está ampliando a vacinação contra a H1N1 a toda a população de São Luís. Por determinação do prefeito Eduardo Braide, estamos com nossos postos funcionando o dia inteiro para que as pessoas possam ser imunizadas em massa e nossa capital atinja a meta de vacinação da campanha”, informou o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes. 

Influenza/Covid19

Como as duas campanhas de vacinação estão acontecendo ao mesmo tempo - da gripe e da Covid-19 - a orientação da Semus é para que a vacinação contra a Covid-19 seja priorizada pela população. 

Assim, quem ainda não recebeu nenhuma das doses do imunizante contra a Covid-19, deve receber antes a vacina contra o novo Coronavírus e esperar, no mínimo, 14 dias para poder receber a vacina contra a Influenza/H1N1. 

Grupos prioritários
Pessoas acima dos 60 anos, professores, crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, trabalhadores da saúde, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento, Forças Armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade foram incluídos como públicos prioritários pelo Ministério da Saúde e já foram convocados a se vacinar. 

Esse público-alvo é de 354.862 pessoas, e foram aplicadas até o momento 158.292 doses, o que significa 44.6% de cobertura vacinal em São Luís. A meta da campanha contra Influenza/H1N1, estipulada pelo Ministério da Saúde, é imunizar 90% das pessoas que fazem parte dos públicos-alvos. 

Por isso, a Semus ressalta que quem faz parte destes públicos e ainda não se vacinou deve procurar um dos postos de imunização.

“Pessoas que porventura foram chamadas em fases anteriores e que perderam o prazo continuam sendo atendidas em nossos postos de vacinação. Por isso, pedimos a estas pessoas que se vacinem, pois prevenirá o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos, internações e a sobrecarga nos serviços de saúde, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19”, afirmou o secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes. 

Para garantir a cobertura vacinal, a Prefeitura de São Luís disponibilizou 62 postos fixos de vacinação entre unidades de saúde e escolas em todas as regiões da cidade, facilitando o acesso pela população. Além disso, foi realizado um Dia D de vacinação no dia 11 de junho e postos volantes foram instalados em todos os terminais de integração da cidade. 

 

183 Visualizações

Publicada em 06/07/2021 09:55:14

FAMEM © 2018 - Todos os direitos reservados